E Campel
O amor incondicional na visão do iluminismo poético
Meu Diário
10/12/2018 12h05
UMA NOVA PAZ

UMA NOVA PAZ

Cada dia tem um novo tempo, o homem enxergará...
Semeaduras do advérbio, ministérios do ordenamento...
O monte sinal de uma lembrança que socorre...
No verbo imortal da esperança que pode!

Diáfano mito do encantamento, juízo final...
Mistificado meio do provimento, inciso ideal...

Daqueles que nunca buscaram a luz!
Nem muito menos a Cruz de Jesus!

Por isso nunca acreditam, viram uma alma perdida!
O jeito é esperar à hora chegada!

Se veio e faz! Senso capaz!

Quem dirá o Espelho pode brilhar noutra vida...
Quiçá nesse momento numa nova Luz querida! 

Na certeza de tudo! Uma Nova Paz!

***Foto da Autora***

Publicado por E Campel
em 10/12/2018 às 12h05
Site do Escritor criado por Recanto das Letras