E Campel
O amor incondicional na visão do iluminismo poético
Meu Diário
02/02/2015 23h46
ESPERANCAS BENVINDAS

ESPERANÇAS BENVINDAS

A pedra pode ser dura...
A Era vai trazer a força da semeadura...
Belo resurgir pelo manto sábio do altar...
Para produzir toda forma de alcançar!

A voz mágica irradia a harmonia...
A vez escuta a mais bela sintonia...
Braços e abraços mantos eternos...
Sonhos dos espaços infinitos e mais plenos!

Quando as garantias são formas de ouro...
As obras são primas! São grandes tesouros!

E as ordenanças das alianças se estimam...
Os valores são sublimes! São as esperanças benvindas!


***Foto da Autora***

Publicado por E Campel
em 02/02/2015 às 23h46
Site do Escritor criado por Recanto das Letras