E Campel
O amor incondicional na visão do iluminismo poético
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


PORTUGAL

Terra de encanto muita beleza e riqueza...
Do brilho de ouro das fontes da natureza...
Lembranças queridas de Amigos e Amigas!
Saudade eterna do amor que transformou!
Dos sonhos das recordações do passado...
Do reencontro que fez o sorriso mais belo...
Da obra que traduziu a inspiração mais fiel!
Que o universo permitiu na herança do céu!

Dádivas de sementes plantadas a rigor!
Páginas que se desenharam com melodia!
Das danças sagradas da ordem do dia!
Fazendo poesias com muita sabedoria!
Tudo bem preservado marcado a reluzir!
Dotes! Dons! Tradições! Vozes das missões!
Quando o mentor do além se fez mais feliz!
No mar que ensinou a vida como aprendiz!

Das merecidas idas e vindas a escola surgiu!
E se fez Sagres no observatório de esplendor!
Quantas viagens e novas descobertas!
Como a Ilha da Madeira a predileta!
Ah! Quantas lutas por novos espaços!
Sítios! Embarcações! Mundos a avançar!
Disputas em defesa da fé cristã irmã maior!
Onde os sinais se fizeram com mais amor!

Até nas cantigas douradas o anjo apareceu!
Deu as ordens a seguir como mereceu ouvir!
Das provas fizeram a história que construiu!
Nas eternas memórias vitórias que transmitiu!
Tudo perfilado guardado no suave saber!
Votos que a voz da esperança ainda vai fazer!
Pra terminar as capelas do grande mosteiro!
Que há muito espera na Batalha do desejo!


***Foto da Autora***
E Campel
Enviado por E Campel em 21/06/2018

Música: Maid with flaxen hair - Richard Stoltzma

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras