E Campel
O amor incondicional na visão do iluminismo poético
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos
Título Categoria Data Leituras
GENTE BOA TEM SEMPRE ESTAS CHAMAS Sonetos 30/08/11 7
FELIZ É QUEM PODE MAIS AMAR Sonetos 27/08/11 9
PELOS TERMOS DO AMOR Sonetos 20/08/11 8
A cor do ouro faz a fonte primazia Sonetos 17/08/11 17
O GRANDE FIO DA VIDA Sonetos 17/08/11 15
Da grande voz do ordenamento Sonetos 17/08/11 8
AS LUZES DA TRADIÇÃO Sonetos 17/08/11 6
Na vida de um amor que encontrava Sonetos 15/08/11 6
Desfruta o peito valente Sonetos 14/08/11 7
Na missão sagrada das alturas Sonetos 14/08/11 10
Desejo, passado e lembrança Sonetos 31/07/11 11
A VERDADE SEMPRE ENOBRECE Sonetos 31/07/11 12
Segredos das vozes do além Sonetos 31/07/11 6
As vozes purificam Sonetos 28/07/11 14
O CARISMA SEMENTE SÓLIDA Sonetos 30/06/11 17
O perfume do alecrim Sonetos 28/05/11 11
Medalhas da nobre corte dos sentidos Sonetos 26/05/11 12
MADRIGAL DO SUAVE ACONCHEGO Sonetos 08/03/11 14
A INOCÊNCIA PALAVRA SANTA Sonetos 08/03/11 12
O mais real monumento Sonetos 07/03/11 13
Página 13 de 14 « 11 12 13 14 [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras