E Campel
O amor incondicional na visão do iluminismo poético
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
18/05/2018 21h12
OS CÂNTICOS GARANTEM OS CÂNTICOS

OS ANJOS GARANTEM OS CÂNTICOS

Azul céu azul!
Lua que me beija!
Faz a pura sintonia!
Com certeza é a voz da natureza...
Firme doce pensar da fortaleza querida!
Ah! Que perfuma a minha vida!

Azul mar azul!
Sol que me aquece!
Irmana todos os bálsamos!
Garante o suave esplendor!
Dessa grandeza do meu viver!
Ah! Que alegria faz com prazer!

Ah! Com imensa luz da tradição!
Afinal as paginas se escrevem!
Os Anjos garantem os cânticos!
Das glórias que infinitas são valentes!
Doações das missões de sempre!
Ah! Que anunciam como sementes!

Amém!


***Foto da Autora***


Publicado por E Campel em 18/05/2018 às 21h12
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/05/2018 21h59
UMA JANELA PARA O MUNDO

UMA JANELA PARA O MUNDO

Doce viver! Cores se harmonizam!
Gigantes mãos se chegam do infinito...
O arquétipo simplesmente multiplica!
Nessa viva paisagem que santifica!

Verde que realça a esperança flor...
No toque mais perfumado do amor...
Luzes que mostram todas as saídas!
Mistérios dos planos vozes queridas!

A lua inspira uma janela para o mundo!
Estribos dos votos que são bem-vindos!
Presságios mensagens sorrindo!

Oh! Sol Estrela maior do lindo mar!
Pra sempre mais encantar!
Nas sintonias de encontrar!


***Foto do Google***


Publicado por E Campel em 16/05/2018 às 21h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/05/2018 21h36
NO SILÊNCIO DO TEMPO

NO SILÊNCIO DO TEMPO

O grande tesouro traduz o pensamento, estirpe da vida!
Se tem luz muito vem, de tudo faz o bem!
Na caminhada vem os trilhos e luta sem espadas!
Ouvidorias! Luas douradas! Os jardins seus florins!
Sintonias! Noites encantadas! Os mistérios sem fins!

O verbo do ouro emana as vozes, dos gigantes arranha-céus!
Faz os alhures apêndices, dos mesmos carroceis!
No vai e vem sempre insiste o que permite o Pai!
Porque com a proteção faz o melhor!
Os dons! A Flor! A missão! O amor maior!

As escutas são benditas, a Bíblia soube ensinar!
Quiçá pra um dia entender, muito mais conhecer e enxergar!
O presente é feito um sinal que brilha! Será!
De igual no silêncio do tempo o amanhã!
No eterno provimento da lição da outra manhã!


***Foto da Autora***


Publicado por E Campel em 16/05/2018 às 21h36
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/05/2018 21h15
NESSA TERRA TEM MISTÉRIOS

NESSA TERRA TEM MISTÉRIOS

Onde cantam os pássaros, que voam em bandos...
Quantas luas alcançam, suavizando o encanto?
É na medida perfeita que estão voando...
Com as asas bem abertas! Olhando os céus e desfilando!

Os olhares são mais perfeitos, quantas alturas conseguem...
Ah! O que diriam os poderes, se eles são muito pequeninos!
A vida sempre mostra agente!
Quando queremos enxergar! O antes, depois e sempre!

Das testas que mais assistem, estrelas do universo permitem...
Nessa Terra tem mistérios, o outro lado é eterno!
Daí o sorriso ser mais belo! Real! Pureza! Valor!
Nessas fontes tem castelos! Do ar! Da natureza! Amor!

***Foto da Autora***


Publicado por E Campel em 16/05/2018 às 21h15
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/05/2018 21h03
BENDIZEI NA SANTA CONSCIÊNCIA

BENDIZEI NA SANTA CONSCIÊNCIA

Palavras faladas de bom calibre, onde o universo escute...
Faz sutilezas dos sagrados corações, das paginas emoções...
Cantam cantigas de ninar pra acarinhar!
O altar mor com certeza lá está!
No outro vem do verbo que festejar!

Olhares despojados no silêncio, da voz da razão sobejam...
Na escalada dos arremessos, onde os dons têm endereços...
Brindam as vigílias das sendas de luz!
Anjos anunciam a proteção maestria!
Pelos sonhos mais fidalgos que gostaria!

Todo dobrado se faz, permissões se espelham por demais...
Mãos gigantes aconchegam, frentes reais valores almejam...
Como estrelas iluminam os céus!
Com poderes da providência!
Ah! Gracias! Bendizei na Santa Consciência!


***Foto do Google***


Publicado por E Campel em 16/05/2018 às 21h03
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (E Campel e o site ecampel.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 6 de 310 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras